top of page

O Projeto de Melhoria da Governança da Resiliência e Segurança Alimentar (PAGR-SANAD)






Histórico do projeto


O Projeto para Melhorar a Governança da Resiliência, Segurança Alimentar e Nutricional e Agricultura Sustentável na África Ocidental (PAGR-SANAD) é um projeto de cooperação estratégica inter-IGO e interestadual, que envolve doze (12) organizações profissionais regionais dentro da ROPPA. É financiado pela União Europeia no valor de 20,5 milhões de euros no âmbito do 11º Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED) em benefício dos 17 países da zona CEDEAO, CILSS, UEMOA. Durante um período de aproximadamente 5 anos, o PAGR SANAD contribui para a efetiva implementação das políticas regionais e sua implementação nos países. Destina-se a agregar valor às iniciativas públicas e privadas regionais e nacionais e aumentar o impacto da resiliência e das ações do SANAD nas populações mais vulneráveis ​​à insegurança alimentar e à fome. A região da África Ocidental e do Sahel ainda enfrenta problemas recorrentes de insegurança alimentar e nutricional que afetam milhões de pessoas todos os anos, especialmente as mais vulneráveis ​​e menos resilientes. As causas da insegurança alimentar e nutricional são múltiplas, particularmente estruturais (pobreza, demografia descontrolada, desigualdades de género, baixo investimento na agricultura, etc.) ). Perante esta situação, foram tomadas iniciativas, como a Aliança Global para a Resiliência no Sahel e na África Ocidental (AGIR) (foodsecurity.net) lançada em 2012, a Política Agrícola Comum da CEDEAO (ECOWAP +10) (link para o site da CEDEAO) ou a Carta para a Prevenção e Gestão de Crises Alimentares (PREGEC) (foodsecurity.net). Muitos resultados foram obtidos, no entanto, há limites e fragilidades notáveis, principalmente nos aspectos de eficiência, viabilidade, impacto e principalmente no monitoramento e avaliação de políticas e programas agrícolas e de Segurança Alimentar e Nutricional. Com base nesta observação, o projeto de Melhoria da Governança da Resiliência, Segurança Alimentar e Nutricional e Agricultura Sustentável na África Ocidental (PAGR-SANAD) foi iniciado com o objetivo de contribuir para a melhoria da governança regional e nacional de políticas e programas agrícolas e alimentos e segurança nutricional na África Ocidental e no Sahel no contexto da resiliência.


Parceiras


Parceiros Técnicos e Financeiros


Parceiros financeirosUE - União Europeia


A União Europeia financia o projecto PAGR SANAD ao abrigo do 11.º FED no montante de 20,5 milhões de euros.Outras ações do SANAD também são financiadas pela UE através do Fundo Fiduciário de Emergência e do Apoio ao ECHO, bem como outros instrumentos específicos.


Parceiros Técnicos

Os parceiros de desenvolvimento mais ativos a nível regional no setor de agricultura e SAN e Resiliência incluem USAID (atual líder do Grupo ECOWAP e CPC/CILSS), AFD, GIZ, AECID, Banco Mundial, Banco Africano de Desenvolvimento, Banco Islâmico de Desenvolvimento Banco, organizações das Nações Unidas (FAO, WFP, UNICEF) e intervenientes humanitários, incluindo ECHO e ONG. Alguns destes parceiros têm estratégias e abordagens de resiliência específicas (UE, USAID, FAO, Banco Mundial, etc.). Todos esses atores apóiam tanto os países quanto as organizações regionais no campo SANAD. CEDEAO – Comissão Económica dos Estados da África Ocidental A CEDEAO é a entidade adjudicante do projeto como gestor orçamental regional do FED. Está envolvido no projeto por meio de seu Departamento de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos (DAERE) e da Agência Regional de Agricultura e Alimentação (ARAA). Website http://www.ecowas.it UEMOA – União Económica e Monetária da África Ocidental A UEMOA está envolvida no projeto através do seu Departamento de Agricultura, Recursos Hídricos e Ambiente (DAREN), responsável pela implementação da Política Agrícola da União (PAU) . Site: http://www.ecowas.int CILSS – Comitê Interestadual Permanente de Controle da Seca no Sahel O CILSS coordena a implementação do projeto através da Unidade Regional de Coordenação de Projetos. Está envolvido no projeto através do seu Programa Regional de Apoio à Segurança Alimentar e Nutricional alojado no Secretariado Executivo e nas duas instituições especializadas (INSAH e Centro Regional AGRHYMET). No nível organizacional, a Secretaria Executiva tem um mandato principalmente político para a formulação de políticas e estratégias relacionadas à segurança alimentar, meio ambiente e efeitos do clima. Website: http://www.cilss.int ROPPA – Rede de Organizações Camponesas e Produtores da África Ocidental A ROPPA está envolvida no projeto como líder de Organizações Profissionais Regionais (RPOs) e Organizações da Sociedade Civil (OSCs). Doze Organizações estão representadas no projeto. Site: http://www.roppa-afrique.org


Objetivos


O objetivo geral do projeto é fortalecer a governança da Segurança Alimentar e Nutricional, Agricultura Sustentável na África Ocidental e no Sahel, a fim de garantir, diante dos riscos econômicos e ambientais, um melhor acesso à dieta e um melhor impacto nutricional e fortalecera resiliência de populações vulneráveis enquanto promove o crescimento econômico e social inclusivo. Especificamente, o projeto visará desenvolver as capacidades necessárias dentro das instituições regionais para fortalecer a governança regional de segurança alimentar e nutricional e políticas agrícolas – incluindo igualdade de gênero – no contexto de Resiliência no OcidenteÁfrica com vista a atingir o objectivo "fome zero até 2025.Mais informações :





Comments


bottom of page